terça-feira, 30 de agosto de 2011

Pintainhos

    Temos pintainhos outra vez. E desta vez também temos galinhas poedeiras.


    Já fazia algum tempo que não tínhamos poedeiras, ainda andei à procura de Pedrês Portuguesa mas os dois locais que contactei, não tinham para entrega. Quando comprei os pintos na feira, fiz conversa com a vendedora e ela disse que tinha dessa raça e que me dava uma. Fiquei de voltar à feira no mês que vem para levar perus e a galinha.
    É costume fazermos 2 épocas de frangos, uma no inicio da primavera e outra agora, Setembro, para termos perus no Natal. As poedeiras é que ficam o ano todo. São alimentados com ração, farelos, milho, pão, couves e fruta. Estes frangos têm uma carne mais rija, pouca gordura, e um sabor mais intenso. Quando estiverem prontos, são abatidos e congelados (é cruel mas pelo menos sei que tiveram uma vida feliz).
    Como são pequeninos ainda estão fechados nos alojamentos, constipam-se com facilidade com o calor forte. Têm muito espaço, mais uns dias e vão começar a sair para uma zona vedada. Quando tivermos só as galinhas e os perus, vão andar à vontade pelo terreno (quando os cães estiverem presos).


    Agora ando a ver se ganho coragem para arranjar um porco. O problema é que não percebo muito de porcos e é uma responsabilidade para 9 ou 10 meses. Mas queria ter o animal à solta pelo terreno, teria de vedar algumas zonas. Bemmmm... tem de ser bem pensado.

4 comentários:

pituxasilva disse...

OLÁ
Ainda nao consegui ler tudo,mas do q li adorei,vou voltar mais vezes para ler e aprender.

beijos e lambidelas da malta
pituxasilva

Kastanon disse...

Um porco?? Faz bem, mas atenção que é preciso ter cuidados com a saúde. O porco é um animal muito propício a doenças, mesmo quando não em contacto com outros animais da espécie.

Antónia disse...

Uma riqueza Ana! Eu e o João estamos ansiosos para termos as nossas galinhas e um dia termos o previlégio de ver nascer os pintainhos. Quando essa altura chegar, tiro dúvidas e aconselho-me contigo!

Beijinho Antónia (Quinta das Mogas)

horticasa disse...

Um porco não tem nada que saber, ele anda atrás de nós como os cães, eu conheci um rapaz que tinha três porcos, baptizou-os com nome, como com os cães e eles seguiam-no para todo o lado, não davam trabalho nenhum.
Claro que tem que ter um sitio para dormirem...
bj boa sorte, eugénia