quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Adubo verde no pomar

    Este inverno vamos fazer uma experiência nova: semeámos ervilhaca e tremocilha (leguminosas) no meio do pomar.

    Passamos com o tractor no meio das linhas das árvores, depois semeámos a lanço as duas leguminosas, para esconder da passarada passamos um ancinho. Para expeimentar fizemos meia linha com sementeira directa, sem passar com o tractor primeiro. Para cerca de 400m2 de pomar usamos 10kg de cada leguminosa. O objectivo é cortar quando a tiverem crescido e deixar a massa vegetal no solo.

    Os adubos verdes têm varias funções: evitam o sol intenso, o vento e chuva (provocam erosão), servem de tampão às variações bruscas de temperatura, são uma forte concorrencia a outras ervas, enriquecem o solo em matéria orgânica e azoto, etc. Para isso usam-se geralmente vegetais de 3 grupos:
        - leguminosas - plantas com vagem como as ervilhas
        - gramíneas - cereais como a aveia
        - crucíferas, como as couves ou nabiças
     As leguminosas ao crescerem usam o azoto do ar, ao contrario das outras espécies, que usam o azoto do solo (por isso adubamos o solo com azoto). Por esta razão, quando cortamos uma leguminosa e ela se decompõe no solo, acrescenta-se esse azoto ao solo (evitando a adubação química). As gramíneas e cruciferas "preenchem" o solo com uma cobertura regular resolvendo os outros problemas de erosão. Poderiam dizer que estas plantas vão consumir os nutrientes da cultura principal: primeiro, não se semeia qualquer tipo de cereal, há uns que "comem" muito, segundo, toda a material vegetal fica no solo (ao contrario do que acontece quando estamos a semear para comer), terceiro, mesmo que consumam alguns nutrientes os benefícios que elas trazem superam muito esse consumo).
     Também é preciso perceber o que é necessário: preciso de azoto depressa: uso leguminosas e corto cedo; preciso de romper o calo da lavoura, uso espécies de raízes profundas; preciso de muita matéria orgânica depressa, uso espécies que cresçam depressa e com muita parte aérea...
    Ainda há muito para aprender, muita asneira para fazer, a ver vamos...

4 comentários:

Rosarinho disse...

Que bela ideia :) estoua com as favas e ervilhas em crescimento, pode ser que depois de produzirem as enterre!

Jose Batista disse...

ola
é sempre bom evitar os adubos químicos, pelo menos é o que eu penso, eu faço compostagem, isto é comecei a fazer, para produzir o meu próprio adubo.
eu estou a começar no mundo das plantações e quero tudo biológico.

Jose Batista disse...

já gora se me puder dar algumas dicas como fazer a compostagem para ver se estou a fazer tudo correto.

Ana Mourão disse...

Caros visitantes,
Conforme for aprendendo e tendo tempo vou fazendo posts. Depois podem fazer perguntas ou correcções.
Até lá.
Ana