segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Residuos zero

    Um objectivo que me persegue já há muito tempo. Acho que agora estou mais perto que nunca. Como? Vamos ver:

Plástico, papel, vidro, metal, pilhas...
       É para a reciclagem. Tenho um caixote de papel no escritório/sala e um para plástico e metal na cozinha. Temos pouco vidro, quando aparece ponho ao lado. Recentemente puseram o ecoponto perto da escola, por isso vai quase todos os dias.

Lixo orgânico (restos de cozinha)
       Comidas para os cães, fruta, pão e couves para as galinhas, o resto para o compostor. Tenho sempre recipiente para recolher os restos para o lixo. Tenho um balde maior e com tampa no caminho do compostor. É onde junto vários dias até encher ou até eu passar perto do compostor e levar o balde. Num tupperware com tampa na cozinha junto coisas para os cães (basicamente restos dos pratos ou comida que sobrou e não aproveitei)

Material eléctrico e elctrodomésticos
        Ou vão para o ponto electrão (nos hipermercados), ou para a caixa solidária dos CTT, (conhecem?) . Junto na garagem até passar pelos destinos.

Brinquedos
       Os que já não estão a 100% vão para o centro de saúde (para a sala de espera)
Os bons vão para a Humana (conhecem?) e os muito estragados tento pôr na reciclagem

Fraldas
       É o meu maior problema, já utilizei as reutilizáveis da Kushies (conhecem?) mas a miúda já começou no bacio e as reutilizáveis já não servem, achei melhor não comprar mais na esperança que ela se adapte depressa ao bacio. Entretanto vendi as fraldas, estavam em bom estado, recuperei parte do dinheiro investido e reutilizei recursos (o 2º "RRR").

Roupas e sapatos
       Ou dou a vizinhos, ou ponho na Humana, ou uso para trapos. Antes da roupa ir fora já passou por muito, porque quando não está aceitável para ir para escola/trabalho passa a ser usada no campo. Estragam-se muito. As roupas velhas que a Humana não aproveita são enviadas para fabricas de reciclagem.

Oleos
       Algo que não passa nos meus canos, pelo ambiente e porque dificulta a limpeza da fossa (pois é ...temos fossa). Junto em garrafas de água e depois ponho na reciclagem (já houve o tempo em que era preciso levar ao ecoponto).

Móveis velhos
       Tento vender ou recuperar. Se acho que ninguém agarra podem virar lenha senão ponho junto ao caixote do lixo e fico a ver se alguém leva (ate hoje o tempo máximo que ficou foram 6 horas e porque estava a chover)

Medicamentos
       Para a farmácia.

  Não me lembro de mais coisas. Ainda tenho algum lixo, as vezes há distracções, principalmente quando ando mais ocupada e não chamo o pessoal à atenção.
    Recebo muitas coisas de varias casas (pais, sogros, irmã), as vezes a garagem está um caos. Já tenho as coisas mais arrumadas e tento ter alguma organização, porque há coisas que têm de esperar para irem para o seu destino, e se não estiver organizado nunca mais vão.
    Ainda não sei o que fazer com o entulho, quando posso uso-o para alguma coisa (usei tijolo partido para cobrir uma área do jardim), mas o que fazer com o cimento das demolições?

3 comentários:

Dama das Camélias disse...

É engraçado, eu faço exactamente como tu, menos a comida para as galinhas e o compostor, não tenho nada disso por aqui. Por vezes penso que se houvesse um ecoponto com restos de hortaliças, vegetais e assim sempre daria para ser reaproveitado.

Tudo o resto faço exactamente como tu e se mais pessoas o fizessem, este mundo andaria muito melhor!

Beijinhos e força com a reciclagem

horticasa disse...

Também faço a reciclagem, lá na terra também faço como tu, aqui em Lisboa a coisa fica mais complicada, mas, uso um saco para ir as compras, estou frequentemente a recusar mais sacos de plástico, quando vou ao pão sou a única pessoa que leva uma saca e vou fazendo os possíveis para reduzir a minha pegada...
bj eugénia

Ana Mourão disse...

É verdade, também não uso sacos, o pessoal das lojas aqui até já me conhecem "não quer saco, né?". Bem, uso sacos para o lixo (o que sobra, que é pouco) e sacos para congelar, quando não posso usar outro recepiente. Para as compras é um saco de pano que tenho na mala ou daqueles grandes dos supermercados. Ainda bem que não estou sozinha.
Ana