domingo, 24 de Abril de 2011

Como faço a poda das minhas laranjeiras II

    Continuando a poda da laranjeira:

    Corto o ramo maior porque está a crescer dentro da copa e eu quero deixar as ramadas principais limpas até ao cimo (onde se dividem em vários ramos). Os outros dois ramos pequenos são os "ladrões", corto-os todos.

     Este ramo foi cortado porque estava a crescer para dentro da árvore e não para fora.

    Como já tinha dito, corto os ladrões antes que eles fiquem mais grossos.

    O ramo onde tenho a mão também foi cortado, a árvore já tem muitas ramadas, cortei antes que engrosse. Junto à margem direita da foto está um ladrão que ficou do ano passado, já está a engrossar (a deixar de ser verde). Tem um crescimento vertical muito acentuado, rouba muitas reservas à árvore.

    Depois de finalizada a poda a luz já entra no resto da copa. Tenho a fama de ser conservadora porque deixo as árvores com muitas folhas/ramos, não gosto de abusar. A árvore está de boa saúde (não precisa de cortes sanitários) e já tirei muita copa. Devo ter chegado aos 40%, o que é um exagero.

    Ainda há uns ramos tortos que irei tirar na próxima poda de reformação (3 ou 4 anos). Apesar de ser visível a melhoria de luminosidade, ainda ficou muita folhagem nova.
    Quando se faz uma poda forte, a árvore investe as suas reservas a criar novos ramos (crescimento vegetativo) e não investe em gomos frutíferos por isto não espero grande quantidade de fruta. Isto também quer dizer que vai haver muitos ladrões, para o ano, que terei de tirar, para "forçar" a árvore a fazer reservas (quando tem muitas reservas investe a frutificar).
    As árvores são seres vivos, qualquer acção nossa provoca uma reacção. Precisam de cuidados, vigilância, alimento e em troca criam para nós deliciosa fruta.

5 comentários:

antonia disse...

Que diferença! Grande trabalho!!! ;)

Quinta das Mogas disse...

Adorei este post!! Temos mesmo que aprender a técnica de ficarem baixinhas..

jpsatanaz disse...

Amigos qual a melhor "epoca" para podar laranjeiras?

Ana Mourão disse...

Olá JP,
Esta é a resposta que já enviei por mail para varias pessoas. Espero que ajude.
"Não é uma resposta fácil, depende de vários factores (objectivo das podas, idade da planta, disponibilidade, condições climatéricas), mas assim a grosso modo faz se a poda depois da colheita e antes da floração. O que varia conforme a variedade mas em média é mais ou menos Abril. Se não conseguir fazer nessa altura (eu nunca consigo porque tenho muitas) não faça durante a floração (perturba a polinização das abelhas e faz as cair sem formar fruto) faça depois quando o fruto já for visível mas ainda pequeno."

Volte sempre

Ana

TomarDança disse...

Saudações a todos/as.
Obrigado pelos vossos ensinamentos de pessoas experientes.
A Vida colocou nas minhas mãos algumas árvores de frutos, (antes era o meu sogro que cuidava delas, saúde agora não permite).
Pesquisando no Google cheguei a este blogue.
Nas primeiras podas deixei as desgraçadas quase depenadas, agora, graças a vocês, entendo que que fiz mal, espero que elas recuperem.
Amo as árvores, assim como tudo na Natureza, como alguém já escreveu antes, são seres vivos.
Um abraço